Cuiabá - MT | Quinta-Feira, 23 de Setembro de 2021

Pinheiro reforça melhoria ao sistema de transporte com mais 144 novos coletivos sem reajuste na tarifa

Pinheiro reforça melhoria ao sistema de transporte com mais 144 novos coletivos sem reajuste na tarifa

Novos carros vão circular na cidade a partir do mês de agosto; quatro empresas irão explorar linhas após processo licitatório

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, reafirmou para o mês de agosto, a entrega de 144 ônibus novos para atuação na capital e asseverou que em 2021 não haverá reajuste tarifário por causa da renovação. “O preço da passagem não vai subir. O empresário não pode aumentar o valor sem  a autorização da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec) e eu entendo que para continuar a oferecer  a inclusão e a justiça social não teremos majoração. Talvez eu seja o único prefeito da história que concedeu apenas dois reajustes tarifários em cinco anos de mandato. E  esse ano não teremos aumento. Por agora,  quero respeito ao usuário, humanização e dignidade. Então, depois, dentro do equilíbrio econômico financeiro, pode-se falar em reajuste. Mas, por enquanto, vamos falar sobre melhorias na frota”, destacou Emanuel Pinheiro.  

Pinheiro relembrou que os novos coletivos  estão passando por adaptações operacionais que incluem instalações de câmeras (4 em cada coletivo), sistema de bilhetagem. Eles adaptados com elevadores  para Pessoas com Deficiência – PCDs,  Wi-fi e aparelhos de ar-condicionado. Os novos carros serão incorporados à atual frota. Hoje, circulam pela capital 382 coletivos que atendem a um total de 260 mil usuários/dia. 

“Cuiabá será uma das poucas capitais do país com 60% da frota com ar-condicionado e ônibus mais novos. Vamos distribuir esses ônibus nas linhas em que o fluxo de pessoas é maior. Cuiabá terá a melhor frota de ônibus do país”, garantiu. 

Cuiabá irá receber coletivos projetados para que a operação seja possível nas vias ou corredores exclusivos, contando com quatro portas, sendo duas no nível da rua ou avenida e duas no nível do corredor, além de elevador e rampa de acesso, tornando os veículos 100% acessíveis.

As 140 novas unidades foram produzidas nas fábricas da Caio e da Marcopolo, instaladas nas cidades de Botucatu (SP) e de Caxias do Sul (RS). Até o fim do mês de julho, toda a nova frota de ônibus já terá sido entregue para capital. 

As linhas de ônibus foram divididas em quatro lotes, arrematados por quatro empresas distintas. São elas: Integração Transporte LTDA; Caribus Transportes e Serviços LTDA; Rápido Cuiabá Transporte Urbano LTDA e Viação Paraense LTDA.

fonte: FERNANDA LEITE