Inep altera cronograma do Censo da Educação Superior 2020

Inep altera cronograma do Censo da Educação Superior 2020

AdrianeMartins | Destaque

Estudantes de todo Brasil, fazem o segundo dia de prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio
Anuncio

Nova funcionalidade foi inserida no sistema de coleta de dados

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) alterou o cronograma do Censo da Educação Superior (Censup) 2020. Os novos prazos foram publicados hoje (6) no Diário Oficial da União, após a atualização de novas funcionalidades no Sistema Censup, utilizado por recenseadores e auxiliares institucionais para o preenchimento da pesquisa.

Ontem (5), o Inep realizou um encontro virtual para esclarecer os representantes das instituições sobre as questões relacionadas aos ajustes de cronograma e ao aperfeiçoamento do sistema.

As novas funcionalidades disponibilizadas são: migração de curso; migração de aluno; apagar dados de docente e de laboratório; verificação de erro de instituição e verificação de erro de curso. 

Como a coleta do Censo Superior começou em 1º de março, o Inep já havia disponibilizado, anteriormente, os módulos Cadastro do Recenseador Institucional, Instituição de Educação Superior, Curso, Docente e Aluno.

As instituições de educação superior terão, agora, até 17 de outubro para declarar as informações ao Censup. O prazo previsto anteriormente iria até 16 de julho. Os períodos para realizar os demais procedimentos também foram prorrogados, como as fases de conferência, análise, ajustes e homologação.

Com as mudanças, a divulgação dos dados do censo, que seria em 7 de dezembro, está prevista para 18 de fevereiro de 2022.

No portal do Inep, os recenseadores e auxiliares institucionais podem encontrar diversos materiais de apoio para o preenchimento dos formulários da pesquisa. 

O que é o Censup

Realizado anualmente pelo Inep, autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC), o Censo da Educação Superior (Censup) reúne informações sobre a infraestrutura dos estabelecimentos de ensino, vagas oferecidas, candidatos, matrículas, ingressantes, concluintes e docentes nas diferentes formas de organização acadêmica e categoria administrativa.

O objetivo do Censup é oferecer estatísticas sobre a situação e as tendências da educação superior brasileira, assim como subsidiar o planejamento e a avaliação de políticas públicas do setor. Após a divulgação, as informações passam a figurar como dados oficiais do nível educacional. O censo ainda contribui para o cálculo de indicadores de qualidade.

A participação das instituições de ensino no Censup é requisito para adesão a projetos do Ministério da Educação, como o Programa Universidade para Todos (Prouni), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e as bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

fonte: Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil – Brasília