Cuiabá - MT | Sábado, 23 de Outubro de 2021

Ex-gari de Várzea Grande que se graduou em Direito passa a compor a Comissão de Direitos Humanos da OAB-MT

Ex-gari de Várzea Grande que se graduou em Direito passa a compor a Comissão de Direitos Humanos da OAB-MT

Além de integrar a equipe da Procuradoria Geral de Várzea Grande, Ketlly Cristina se dedica agora a Prova da OAB/MT.

Se para muitas pessoas 2021 é um ano para se esquecer, para Ketlly Cristina da Silva, a ex-gari que com muito esforço conseguiu colar grau no curso de Direito – será marcado por conquistas e mudança de vida. Depois de ter a sua história de superação conhecida nacionalmente, ela começa colher os frutos da boa semeadura.

A convite do prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, a bacharel em direito, assumiu uma função na Procuradoria Geral do município, onde está podendo desenvolver na prática as teorias vivenciadas na formação acadêmica. Já na última sexta-feira (24) a Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, seccional de Mato Grosso, formalizou o ingresso de Ketlly Cristina na Comissão dos Direitos Humanos da OAB-MT. A Resolução com a nomeação foi entregue na abertura da 8ª Sessão Ordinária das Turmas do Conselho da OAB-MT e 3ª Sessão Extraordinária do Conselho Pleno da OAB-MT.

“Eu mudei de ambiente de um dia para outro e hoje estou ocupando uma função que está me dando a oportunidade de conhecer o direito de forma mais ampla. Essa nova fase da vida está sendo importante para que eu possa de fato aplicar na prática todos os ensinamentos obtidos em sala de aula. Só tenho a agradecer essa oportunidade que me foi dada pelo prefeito Kalil Baracat e pelo vice-prefeito José Hazama com quem tive o prazer em trabalhar”, comemorou.

Quanto ao convite para assumir a Comissão dos Direitos Humanos da OAB, Ketlly Cristina disse que há princípio não esperava que fosse ocupar a função ainda neste ano, uma vez que se prepara para as provas da Ordem, que neste momento tem sido a sua maior prioridade. “Estou aproveitando todo o momento que tenho para estudar porque sem a carteira da OAB não poderei avançar na minha profissão, porém o presidente da Comissão dos Direitos Humanos da OAB me fez o convite e disse que, em função da pandemia do Covid-19, os trabalhos estão sendo feitos de forma remota, e que não iria interferir na minha função na Procuradoria do município”. 

O Presidente da Comissão dos Direitos Humanos da OAB-MT, Flávio Ferreira, que fez o convite para Ketlly, entende que com a experiência de vida dela pode colaborar e muito com os serviços prestados pela OAB-MT à sociedade.

Já o Presidente da OAB-MT, Leonardo Campos, disse que Ketlly tem uma história linda de vida e que nos inspira. “Hoje é bacharel de Direito e logo estará aqui ladeando as nossas fileiras de advogados. Para nós é uma honra tê-la trabalhando conosco e nos ajudando a construir uma sociedade melhor e uma instituição mais forte. Tenho certeza que sua contribuição será imensa e relevante”.

fonte:SecomReporter: Kátia Passos