Cuiabá - MT | Sábado, 23 de Outubro de 2021

Cerca de 500 ciclistas participam do primeiro Pedal Ecológico da Semob; projeto arrecada meia tonelada de alimentos

Cerca de 500 ciclistas participam do primeiro Pedal Ecológico da Semob; projeto arrecada meia tonelada de alimentos

O evento esportivo ocorreu neste domingo (10) em um percurso de 48 km

O primeiro Pedal Ecológico-2021 da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) ocorreu na manhã de domingo (10) e teve a adesão de quase 500 ciclistas, que percorreram 48 km — tendo como ponto de partida, o Comando Geral da Polícia Militar, na avenida Historiador Rubens de Mendonça (av.do CPA), concluindo o percurso no distrito do Coxipó do Ouro.

Conforme o coordenador do Pedal da Semob, Raimundo Alves Ribeiro, foram 720 inscritos e foram arrecadados cerca de meia tonelada de alimentos para a campanha solidária de fim de ano idealizada pela primeira-dama Márcia Pinheiro. 

“É o primeiro Pedal Ecológico da Semob e é uma interação dos ciclistas e natureza. Será realizado provavelmente duas vezes por ano o Pedal Ecológico e Solidário. Estamos arrecadando alimentos e até então, foram meia tonelada de alimentos já arrecadados. Nós queremos arrecadar uma tonelada. Esses alimentos serão entregues para a campanha da primeira-dama”, comentou ele.

Diretor de Trânsito da Semob, Michel Diniz, lembra que o Pedal começou no ano de 2018 para incentivar a mobilidade urbana e uso da bike dentro do modal de transporte no nosso município e também para incentivar a prática desportiva. 

“O Pedal da Semob acontece todas às terças-feiras e também lançamos neste ano o Pedal Ecológico para os ciclistas conhecer a natureza, essas áreas mais afastadas, até mesmo para alavancar o turismo desses distritos. A adesão tem mostrado que quem participa gosta e adere ao pedal. O Pedal Semob e o Pedal Ecológico foram criados na gestão Emanuel Pinheiro, que é uma gestão humanizada e que se preocupa para que as pessoas pratiquem esportes”, disse.

Jonas Juvenal da Silva, um dos coordenadores do pedal ‘Além da Visão’, para pessoas com deficiência visual, avalia o Pedal da Semob como inclusivo e que garante lazer aos PCDs — Pessoas com Deficiência. 

“Esse projeto começou no início deste ano com a proposta de promover a inclusão para pessoas com deficiência visual. Percebemos a necessidade neste momento de pandemia, que o isolamento é mais crônico para quem tem deficiência visual e o ciclismo traz para elas mais qualidade de vida e a leva a ser inserida na sociedade que muitas vezes é excludente. Com um grupo com mais de 30 pessoas, o projeto ainda tem poucas bicicletas que são as adaptadas, chamadas de duplas ou tandem, que permite duas pessoas pedalando na bicicleta. Outro motivo do porquê é importante projeto como esse da Semob é porque muitos são privados de estarem em uma academia , parque e outros. Eles aqui, estão mostrando a cara e mostram que são capazes”, elogiou.

Com deficiência visual, o atleta paraolímpico, Tiago Lima, foi o idealizador do projeto ‘Além da Visão’. “Conhecendo a realidade de outros estados fui buscar informações sobre esse projeto de ciclismo para pessoas que têm deficiência visual. Esse projeto é de inclusão. Temos o guia e o guiado na bicicleta, mas ainda precisamos de incentivos e de políticas públicas voltados para nós e para todos , porque todos irão envelhecer um dia. As políticas públicas que pedimos são ciclovias, melhoramento das calçadas e mais projetos como esse da Semob”, relatou ele.

fonte:FERNANDA LEITE