Aplicativo SOS Mulher também está disponível gratuitamente na Apple Store

Aplicativo SOS Mulher também está disponível gratuitamente na Apple Store

AdrianeMartins | Destaque

Anuncio

Já está disponível gratuitamente na loja de aplicativos Apple Store, o ‘SOS Mulher MT – Botão do Pânico’, app que permite que mulheres vítimas de violência doméstica façam um pedido de socorro virtual à polícia, caso o agressor descumpra a medida protetiva. O aplicativo também disponível para androide, podendo ser baixado na Play Store. 

A tecnologia é resultado de um esforço conjunto entre o Poder Judiciário de Mato Grosso, a Polícia Civil de Mato Grosso e a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) no combate à violência doméstica em Mato Grosso. Quem pode usar – O ‘SOS Mulher MT – Botão do Pânico’ está disponível para mulheres que possuem medidas protetivas determinadas judicialmente – que podem ser solicitada pelo site https://sosmulher.pjc.mt.gov.br – e que vivem em Cuiabá, Várzea Grande, Cáceres e Rondonópolis, cidades com unidades do Ciosp instaladas. 

Para as mulheres das demais cidades, o aplicativo oferece outras funcionalidades, tais como: canal de denúncias, solicitação de medida protetiva e telefones de emergência. 

Como usar:1) Para usar o app é preciso ter em mãos o pedido de medida protetiva autorizado pela Justiça e o código de acionamento que é enviado por e-mail; 2) Em seguida, busque na Play Store ou App Store do seu telefone ou tablet pelo aplicativo “SOS Mulher MT”; 3) Selecione o app e instale-o; 4) Clique no ícone do app, abra-o, selecione o sinal de + para adicionar o código de acionamento e responda à pergunta de confirmação; 5) Por fim, clique em SOS. O aplicativo vai gravar 30 segundos do som ambiente e acionará as forças policiais para enviar a viatura mais próxima ao encontro da vítima.

 Equidade: “As mulheres vítimas de violência que tinham que bater na porta do Judiciário e aguardar a decisão judicial de um pedido de socorro, agora terão sua demanda atendida quase que instantaneamente. É com muito orgulho que afirmo que doravante Mato Grosso terá um tratamento especial para com as mulheres vítimas de violência”, declarou a presidente do TJMT, desembargadora Maria Helena Póvoas. 

O aplicativo é fruto do empenho da atual gestão do TJMT, composta pela presidente, desembargadora Maria Helena Póvoas, vice-presidente, desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, e corregedor-geral da Justiça, desembargador José Zuquim Nogueira e que tem como uma das bandeiras a equidade de gênero. 

Mariana Vianna Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT